Por um click

Chegou a vez de falar dessa pessoa que vos escreve.

Já falei um pouco de mim no primeiro post que fiz aqui pro La Photo, mas vou falar mais um pouquinho.

Sempre me interessei por fotografia, mas nunca pensei que ela se tornaria minha profissão. Quando era mais nova tentei ‘caminhar’ por outras áreas, fiz cursos de moda, design de jóias e chegava ao fim sempre com o mesmo pensamento, AINDA não é isso que eu quero.

A fotografia sempre esteve presente na minha vida, meu avô era fotógrafo nos anos 50. Eu sempre tinha uma câmera por perto e as pessoas sempre me falavam que eu tinha ‘jeito’ pra coisa, mas nunca levava a sério, era sempre por diversão.

Um dia então, mais velha, resolvi tentar e fui atrás de um curso básico de fotografia. Foi aí que eu comecei a me apaixonar pela arte. Na época, mesmo ainda não tendo uma câmera, fiz o curso e me encantei. Foi a descoberta de outro mundo, comecei a ver as coisas com outros olhos, tudo a minha volta agora era uma fotografia.

Comprei então minha primeira câmera, uma Canon G9. Foi uma diversão só, passava horas olhando para as coisas e fotografando tudo. Literalmente tudo, desde o passarinho da minha vó ao matinho que crescia no meu quintal.

PicMonkey Collage2

Resolvi então, aprimorar e começar a investir na área, foi ai que eu fiz o curso completo na Escola de Imagem. Lá aprendi mais sobre objetivas, a entender uma foto, enquadramento, flash e tudo mais que envolve a fotografia. Ai sim um mundo novo pra mim. Na época, comprei uma Nikon D40, que me acompanha até hoje. Quando me formei no final de 2009 comecei a fazer freelancer para uma boate, ia fotografar sempre que eles me chamavam e achava aquilo tudo o maior barato, mas a vida de fotógrafo noturno é cansativa, como eu trabalhava o dia todo em outro lugar e a noite ia para lá, foi ficando cadia dia mais cansativo e eu acabei parando de fotografar a noite, apesar de ainda gostar muito.

PicMonkey Collage

Comecei então a chamar amigas para serem fotografadas e com isso meu portifólio começou a tomar forma.

PicMonkey Collage

Ainda em 2009, fotografei o Festival de Jazz que rola todo ano aqui em BH, nele também tem o Concurso Fotografe o Jazz, onde dão bastante espaço para quem está começando a fotografar. Nisso, uma das minhas fotos foi selecionada entre as 10 melhores do concurso, ficando exposta em dois lugares.

Com a foto premiada e com a ajuda das minhas amigas fui aprimorando e querendo mais ainda entrar na área. Foi ai que eu comecei a fotografar shows também, mas todos por conta própria.

Untitled-1Untitled-21

A aventura de fotografar shows ainda me fascina. Com isso comecei a conhecer fotógrafos nessa área, foi ai que eu conheci o trabalho do Luringa, que até nos deu uma entrevista, César Ovalle, Gustavo Vara, Tom Leishman, dentre outros que mandam bem na área. Mas também tenho várias referências que não são só de fotógrafos ‘musicais’, como Terry Richardson, Pablo Vaz e outros.

Estou sempre estudando e procurando me aprimorar mais ainda, porque a fotografia é um eterno aprendizado.

Bom, acho que deu para falar mais um pouquinho sobre mim e espero que vocês tenham gostado.